Conecte-se conosco

MEI

O que pode fazer seu registro de MEI ser excluído da categoria?

Cinco erros do microempreendedor individual podem acarretar inatividade ou cancelamento de seu CNPJ.

Publicado

em

Dúvidas MEI

Geralmente, o número de Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) do microempreendedor individual (MEI) fica inativo ou é cancelado por descuido e falta de informação, mas você pode evitar isso. É importante mencionar que, além dos benefícios previdenciários, tributários e outros, o MEI possui deveres que, se não cumpridos, podem causar dores de cabeça.

Um dos maiores erros dos empreendedores é esquecer de pagar o boleto mensal do Documento de Arrecadação Simplificado (DAS). Com isso, a junção das dívidas pode acarretar a inatividade do CNPJ ou até mesmo o cancelamento.

Outro fator que pesa negativamente é a omissão de receitas, tida como um crime grave contra a modalidade. Se houver suspeitas, a Receita Federal pode fazer uma investigação para comprovar as irregularidades e, caso sejam identificadas, pode gerar multas de 75% até 250% sobre o imposto devido.

Em terceiro lugar está a negligência de registro dos funcionários, já que o MEI possibilita o registro de só um colaborador, com a remuneração de um salário mínimo (R$ 1.045). O vínculo com mais de um CNPJ é mais um dos erros do MEI. 

Por fim, é necessário ter uma atenção cuidadosa com o faturamento mensal, pois, caso a empresa ultrapasse R$ 81 mil de faturamento bruto, no começo do outro ano a instituição será migrada para a próxima categoria. Fique de olho nesses cinco motivos apresentados que podem te excluir do MEI e assegure o sucesso de sua empresa.

Continue lendo
Publicidade
Comentários