Conecte-se conosco

Investimentos

Renda fixa: somente 20% dos fundos batem o CDI em 2020 e metade perde para a inflação

Levantamento feito em grupo com 230 fundos avaliados apontou que apenas 20% dos fundos alcançam o CDI.

Publicado

em

Selic em novo patamar coloca investimentos em renda fixa sob nova perspectiva

Um levantamento realizado pela Economatica revelou que gestores de fundos de renda fixa não estão conseguindo entregar resultados satisfatórios em 2020. Em um grupo com 230 fundos avaliados, 80% perderam do Certificado de Depósito Interbancário (CDI) no ano, até setembro, com retornos inferiores a variação de 2,28% do referencial. 

Além disso, aproximadamente 50% dos produtos não conseguem superar a inflação de 1,34%, mensurada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no período.

O estudo considerou fundos de renda fixa com mil cotistas, pelo menos. Além disso, que dispõe de patrimônio líquido médio acima de R$ 100 milhões em um ano e com 12 meses de existência, no mínimo. Na escolha de fundos espelho, foram resguardados aqueles com maior quantitativo de investidores. Fundos exclusivos não entraram.

Entre os retornos mais elevados no intervalo, evidenciam os fundos com papéis de retorno preestabelecido. É o exemplo do “Bradesco Fc FI RF Prefixado Curto”, que cresceu 4,24% no ano, e do “Icatu Vanguarda Prefixado FI RF LP”, com avanço de 4,04%.

Outro destaque foi nos fundos com exposição a títulos públicos indexados à inflação de curto prazo. Entre eles, o “BB RF LP Inflação IMA-B 5 Private Fc”, com aumento de 4%, e o “Sul América Juro Real Curto FI RF LP”, cujo desempenho satisfatório foi de 3,96%. Ainda, destaca o rendimento de 42,4% do “BB Renda Fixa Dívida Externa Mil FI”, que aplica em títulos de dívidas acordados no mercado internacional, sendo beneficiado pela valorização de 40% do dólar em 2020. 

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.