Conecte-se conosco

Automobilística

SUVs crescem em vendas nos últimos 10 anos; Veja a lista dos mais vendidos

Conforto, maior espaço e distância maior do solo fazem destes modelos sucesso de vendas. Além disso, eles são visualmente mais atrativos.

Publicado

em

O gosto do brasileiro para carro tem mudado ao longo da última década. Os SUVs, por exemplo, foram o segmento que mais cresceu em comercialização, passando a integrar a lista dos modelos mais vendidos no país.

Leia mais: Ainda existe carro popular? Veículos de entrada já superam os R$ 60 mil

Fazendo um comparativo entre os anos de 2010 e 2020, o ranking dos carros mais desejados pelos consumidores mudou, tendo os SUVs recebido bastante destaque. Os motivos estão relacionados ao conforto, maior espaço e distância maior do solo que os carros desta categoria costumam oferecer. Além disso, os SUVs são visualmente mais atrativos.

Sendo assim, mesmo sendo mais caros em comparação aos hatches e os sedãs, os modelos mostram que vieram para ficar e conquistar de vez mais espaço entre o público.

Um exemplo disso são as grandes marcas, que deram um jeito de fazer parte do fenômeno dos SUVs. A Toyota, por exemplo, lançou em março o Toyota Corolla Cross, cujo modelo já vendeu mais de 20.171 unidades até o momento. Outro exemplo de sucesso é o Renault Sandero Stepway, hacth com vincos e visual ao estilo SUV.

Renault Sandero Stepway (Imagem: Divulgação)

Lista de 20 carros mais vendidos em 2010 e 2020

2010

  1. Volkswagen Gol: 293.762 unidades
  2. Fiat Uno: 229.300 unidades
  3. Chevrolet Celta: 155.169 unidades
  4. Volkswagen Fox/Cross Fox: 143.768 unidades
  5. Fiat Palio: 137.512 unidades
  6. Chevrolet Classic: 122.152 unidades
  7. Fiat Siena: 120.511 unidades
  8. Fiat Strada: 116.819 unidades
  9. Ford Fiesta: 90.941 unidades
  10. Ford Ka: 84.877 unidades
  11. Volkswagen Voyage: 82.703 unidades
  12. Renault Sandero: 68.827 unidades
  13. Chevrolet Agile: 67.727 unidades
  14. Chevrolet Prisma: 63.091 unidades
  15. Volkswagen Saveiro: 62.198 unidades
  16. Toyota Corolla: 55.018 unidades
  17. Chevrolet S10: 43.181 unidades
  18. Ford EcoSport: 43.037 unidades
  19. Honda Fit: 40.946 unidades
  20. Citroën C3: 39.930 unidades

2020

  1. Chevrolet Onix: 135.351 unidades
  2. Hyundai HB20: 86.548 unidades
  3. Chevrolet Onix Plus: 83.392 unidades
  4. Fiat Strada: 80.041 unidades
  5. VW Gol: 71.151 unidades
  6. Ford Ka: 67.491 unidades
  7. Fiat Argo: 65.937 unidades
  8. VW T-Cross: 60.119 unidades
  9. Jeep Renegade: 56.865 unidades
  10. Fiat Toro: 53.974 unidades
  11. Jeep Compass: 52.966 unidades
  12. Renault Kwid: 49.475 unidades
  13. Chevrolet Tracker: 49.372 unidades
  14. Hyundai Creta: 47.757 unidades
  15. Fiat Mobi: 46.617 unidades
  16. VW Polo: 41.863 unidades
  17. Toyota Corolla: 41.072 unidades
  18. Nissan Kicks: 36.433 unidades
  19. Honda HR-V: 32.511 unidades
  20. Toyota Hilux: 32.394 unidades

Por fim, no comparativo com 2021, a projeções apontam que a mudança será ainda maior. Isso porque em agosto, o top 10 de modelos de carros mais vendidos ficou bastante misto, sendo a presença dos SUVs algo extremamente marcante. Os hatches, por outro lado, estão saindo de cena e dando lugar a outras categorias.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Automobilística

Veja qual é a tolerância de velocidade máxima para não tomar multa

Confira quanto acima do limite de velocidade é permitido dirigir por lei. Aliás, será que existe mesmo uma tolerância para isso? Entenda:

Publicado

em

Tomou uma multa por excesso de velocidade? E o pior de tudo foi ver que estava um pouco acima do permitido? Mesmo errada, esta é uma situação comum e que proporciona dúvida. Todo mundo já ouviu falar sobre uma certa tolerância na velocidade. Saiba que isso existe de fato.

Leia mais: BMW e seu calendário secreto de lançamentos até 2025

Tolerância no excesso de velocidade

Se você achava que isso era apenas uma invenção, saiba que estava enganado. Existe de fato uma tolerância para as velocidades máximas. Ou seja, existe um limite maior que o permitido por lei para poder rodar sem tomar multa.

A regra diz que se o limite de velocidade da via for de até 100 km/h, a tolerância é de 7 km/h. Assim, passar a 107 km/h em um radar não é suficiente para gerar a infração. Se o limite for de 80 km/h, o máximo permitido será então 87 km/h.

Quando o limite é superior a 100 km/h então a tolerância vai ser de 7% a mais na velocidade. Por exemplo: se a via tem limite permitido de 110 km/h, será possível atingir até 107,7 km/h. Se o máximo foi 120 km/l, o limite sobre para 128,4 km/h.

Limite real de velocidade

Confira abaixo qual é o limite real de velocidade para vias entre 30 km/h e 120 km/h:

  • 30 km/h – 37 km/h
  • 40 km/h – 47 km/h
  • 50 km/h – 57 km/h
  • 60 km/h – 67 km/h
  • 70 km/h – 77 km/h
  • 80 km/h – 87 km/h
  • 90 km/h – 97 km/h
  • 100 km/h – 107 km/h
  • 110 km/h – 117,7 km/h
  • 120 km/h – 128,4 km/h

Motivo

Nem sempre os velocímetros estão regulados corretamente, bem como podem não ser tão precisos. Da mesma forma, equipamentos de fiscalização podem apresentar falha. Então, existe essa margem de tolerância para evitar punições injustas.

Além disso, o motorista pode ser pego de surpresa por uma mudança abrupta de limite de velocidade. É possível estar rodando a 100 km/h e, durante uma ultrapassagem, perceber que a velocidade diminuiu. Neste caso, a tolerância existe para dar mais tempo ao condutor de se adaptar.

Limites de velocidade no Brasil:

Vias urbanas

  • Vias de trânsito rápido: 80 km/h
  • Vias arteriais: 60 km/h
  • Vias coletoras: 40 km/h
  • Vias locais: 30 km/h

Vias rurais

  • Rodovias de pista dupla: 110 km/h para automóveis, camionetas e motocicletas; 90 km/h para os demais veículos.
  • Rodovias de pista simples: 100 km/h para automóveis, camionetas e motocicletas; 90 km/h para os demais veículos.
  • Estradas: 60 km/h para qualquer automóvel.

Continue lendo

Automobilística

Confira: Mitsubishi divulga fotos do novo Outlander híbrido

O novo SUV da marca japonesa chega aos EUA em 2022, mas também deve ser oferecido no mercado brasileiro.

Publicado

em

O novo Mitsubishi Outlander deve chegar aos Estados Unidos da América (EUA) em 2022. O SUV híbrido da marca japonesa está previsto também para desembarcar ao Brasil. O novo modelo teve fotos e detalhes divulgados pela montadora recentemente.

Leia mais: Nova Yamaha MT-03 Homem de Ferro chega às lojas

Outlander híbrido

A Mitsubishi vai lançar o novo SUV híbrido em dezembro no Japão. Contudo, a apresentação oficial está marcada par ao dia 28 de outubro. Nela, a marca vai divulgar a ficha técnica completa e todas as informações do Outlander.

A tração do utilitário-esportivo será integral e pode ser ligada à tomada para carregar as baterias. As rodas traseiras serão tracionadas pelo motor elétrico, enquanto as dianteiras continuam movidas à combustão.

O SUV híbrido conta com faróis grandes na versão europeia, embutidos no para-choque. Também possui entradas de ar grandes, laterais com escavações e rodas aro 20. Todos esses detalhes conferem ar robusto e esportivo ao modelo da Mitsubishi.

Mais detalhes

De acordo com a fabricante, o novo Outlander será vendido em 10 cores diferentes. Entre elas está o Preto Diamante, com tons de branco e vermelho. O painel e os comandos são estilizados conforme o design arrojado que o exterior mostra.

Apesar de ter seu lançamento em 2022, o modelo já integra a identidade 2023 da Mitsubishi. Mesmo sendo híbrido, ele contará com dispositivo plug-in e sete lugares em seu interior.

Mesmo com várias informações fornecidas, ainda não se sabe qual será o conjunto mecânico. Contudo, especula-se que o motor gere a potência combinada para passar de 220 cv.

O preço do novo Outlander não foi divulgado, mas ele deve chegar ao mercado nacional. A concorrência se dá na esfera dos carros de luxo da marca. Neste sentido, vale destacar que os modelos elétricos no Brasil não custam menos de R$ 150 mil.

Não há previsão da chegada do SUV para o mercado nacional. Porém, em 2022 ele estará disponível para os consumidores norte-americanos. Ainda em 2021, em dezembro, o modelo deve ser vendido no Japão.

Continue lendo

Automobilística

Nova Yamaha MT-03 Homem de Ferro chega às lojas

Modelo de moto foi inspirado no personagem da Marvel e ostenta diversos detalhes exclusivos. Confira o valor e a ficha técnica:

Publicado

em

A nova Yamaha MT-03 Homem de Ferro chegou ao mercado brasileiro. O veículo apresenta um visual que vaia gradar todos os amantes de super-heróis e os que gostam de esportividade. O preço sugerido do modelo limitado é de R$ 27.790.

Leia mais: Mudança na cobrança de ICMS sobre combustíveis é aprovada; Valor pode cair em 2022

Não é a primeira vez

Vale destacar que esta não é a primeira vez que a marca lança produtos nessa linha. Ela já produziu a NMAX 160 ABS Star Wars e a Fazer 250 Capitã Marvel e Pantera Negra. Além destas, teve também a Lander 250 Capitão América. Agora a homenagem a Tony Stark chega às concessionárias de todo o país.

Como exposto, não são apenas os fãs da Marvel que vão querer este modelo. A pintura única ficou bastante atrativa e deve chamar atenção de colecionadores. Os motociclistas que gostam de uma pegada mais esportiva também vão gostar do design.

A MT-03 é uma moto esportiva naked (sem carenagem) de alta performance. Na versão Homem de Ferro ela conta com as cores vermelho-vivo e dourado. Os grafismos também são detalhes exclusivos e que remetem ao personagem dos quadrinhos.

Mais detalhes

No tanque da moto está uma figura estilizada do personagem. Enquanto nas carenagens é possível encontrar o logotipo dos Avengers. Fora isso, partes do traje do Homem de Ferro estão presentes nas laterais do veículo. Tudo foi feito de modo a não parecer um brinquedo de criança, mas sem deixar dúvidas do que se trata.

As rodas de liga leve também contam com detalhes dourados na cor preta. A MT-03 Homem de Ferro vem equipada com motor bicilíndrico de quatro tempos. Ela oferece 42 cv de potência e torque de 3 kgfm. O câmbio sincronizado conta com seis velocidades.

O freio é de disco ventilado e com sistema ABS. A naked esportiva pesa 169 kg e conta com tanque de 14 litros. No conjunto ótico, a Yamaha disponibilizou faróis em LED diminuto e luzes diurnas também em LED. Aliás, a fabricante disse que o farol com projetor foi inspirado no traje de Tony Stark.

Continue lendo

MAIS ACESSADAS