Conecte-se conosco

Economia

Banco Central pode abrir caminho para uso do Pix pelo WhatsApp

Para garantir segurança, será exigida a autenticação de quem está enviando o dinheiro no aplicativo do banco no celular.

Publicado

em

Whatsapp

Mudanças na regulamentação do Pix foram anunciadas na última quinta-feira, 22. Isso porque o Banco Central (BC) pode abrir caminho para que o WhatsApp passe a usar o serviço, simplificando cada vez mais os pagamentos instantâneos.

A novidade foi anunciada por meio de uma resolução publicada pelo BC.  Neste caso, se o WhatsApp oferecer transações via Pix, será necessário um iniciador de pagamentos para atuar como ligamento entre as duas contas.

Leia mais: Whatsapp: Aprenda a enviar dinheiro pelo app de mensagem

A ideia é que, quando o cliente estiver em uma conversa com um amigo no aplicativo, por exemplo, ele possa realizar um pagamento via Pix dentro do próprio WhatsApp, sem ter de entrar na plataforma do banco.

Para garantir segurança, a autenticação de quem está enviando o dinheiro será feita no aplicativo do banco no celular. Por esse método, o cliente será automaticamente direcionado para essa tela de autenticação a partir do próprio WhatsApp.

Neste caso, somente a autenticação de quem está mandando o dinheiro será feita no aplicativo do banco no celular. O cliente então será automaticamente direcionado para essa tela de autenticação pelo WhatsApp.

Na prática, o Pix dentro do mensageiro vai operar de modo semelhante com o iniciador de pagamentos que já existe e que permitiu o lançamento das transferências dentro do WhatsApp desde o mês de maio.

Uma nota enviada pelo WhatsApp dá a entender que a plataforma de pagamento é um espaço aberto e que de fato pretende trabalhar com Pix no futuro:

“Para a fase atual dos pagamentos no WhatsApp, foi feita uma parceria com um adquirente para trabalhar com emissores de todos os tamanhos que desejam aderir ao serviço. A plataforma é um ambiente aberto e que busca interoperabilidade. O WhatsApp quer trabalhar com uma ampla gama de instituições, inclusive com o Pix no futuro”, disse a empresa”.

Caso as previsões se concretizem, o lançamento da função está marcado para o dia 30 de agosto.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Bancos

Diversificação leva Itaúsa (ITSA4) a investir em saúde e agronegócio

Instituição financeira teve lucro líquido de R$ 3,5 bi no segundo trimestre (2T21)

Publicado

em

SW Agência

Saúde e agronegócio são as prioridades da hora para a Itaúsa (ITSA4) – holding controladora do Itaú – que busca diversificar seu portfólio de investimentos nesses setores. Embora reconheça dificuldades para ‘entrar’ na área de Saúde, o presidente do grupo, Alfredo Setubal, entende que esta deverá crescer muito nos próximos anos, rumo à sua consolidação.

Envelhecimento da população – “Com a população envelhecendo, há uma carência do setor público”, argumenta o executivo, cuja empresa realizou, nos últimos anos, diversas aquisições, como a compra da empresa de saneamento Aegea, pelo qual arrematou parte (dois dos quatro blocos) da Cedae, em leilão ocorrido este ano, bem como adquiriu a NTS, de gás.

Atraindo investidores – A receita diversificada vem rendendo bons frutos à instituição financeira, que comemorou, no segundo trimestre deste ano (2T21) lucro líquido de R$ 3,5 bilhões, o que representa elevação de 487% em relação a igual período de 2020. Já a NTS rende dividendos de R$ 940 milhões à Itaúsa desde 2017. Ao mesmo tempo, o crescimento do conglomerado vem atraindo número crescente de investidores à B3 (B3SA3), que passou de um contingente de apenas 130 mil para os 950 mil atuais.

Participação ampliada – Sem descartar a ampliação de sua participação na área de saneamento, nos próximos anos, Setubal disse acreditar no ‘renascimento’ da Baía de Guanabara, que deve experimentar, segundo ele, um ‘processo de recuperação notável’, no médio prazo.

Agenda verde global – No campo da sustentabilidade, o dirigente adiantou que a Itaúsa vai assinar a ‘Carta do Empresariado’, pela qual pretende cobrar a volta do país ao ‘protagonismo’ da agenda verde global.

Continue lendo

Empresas

Westwing assina memorando para aquisição da totalidade da Zarpo Viagens

Comércio varejista

Publicado

em

Aviação

A Westwing assinou memorando para aquisição da totalidade da Zarpo Viagens, conforme fato relevante encaminhado ao mercado.

De acordo com o documento, trata-se de memorando de entendimentos para a aquisição de 100% do capital social da referida companhia.

Também disse que a adquirida foi fundada em 2011, e completa 10 anos como uma das agências de viagens online que mais cresce no Brasil, contando com mais de 6 milhões de clientes cadastrados em sua plataforma.

E acrescentou que a adquirida trabalha em parceria com hotéis, resorts, pousadas e companhias aéreas através de um modelo baseado em 3 pilares principais:

  • curadoria;
  • preços atrativos;
  • excelência em nível de serviço (uma das poucas plataformas online de viagens com selo RA1000 no Reclame Aqui).

Avião

Westwing

Ainda de acordo com o documento, a aquisição da Zarpo (mediante a efetivação da operação) é mais um passo importante na estratégia de expansão em categorias de lifestyle com grande aderência à missão da empresa: inspirar cada pessoa a descobrir mais beleza no seu viver.

“Através dessa estratégia, continuamos nossa jornada de expansão de mercado endereçável que nos permite não só conquistar novos clientes através das sinergias comerciais entre as plataformas, como servir melhor ainda a base de mais de 9 milhões de usuários cadastrados na Westwing”, disse.

E acrescentou que a precificação final e o fechamento da transação estão sujeitos à auditoria legal e financeira a ser feita pela companhia, no prazo estimado de setenta e cinco dias, que poderá ser prorrogado caso as partes julguem necessário.

“Adicionalmente, a conclusão da transação está sujeita às aprovações pelas instâncias devidas, bem como, à assinatura dos documentos definitivos.”

A Westwing está listada na bolsa brasileira (B3) sob o ticker WEST3.

Continue lendo

Empresas

PetroRecôncavo: Ativo industrial de Guamaré passará por manutenção

Petroleira

Publicado

em

A PetroRecôncavo informou que recebeu comunicado da Petrobras dando conta de que o ativo industrial de Guamaré (RN) passará por manutenção planejada, conforme comunicado encaminhado ao mercado.

De acordo com o documento, trata-se da UPGN-III e a manutenção visa adequações necessárias ao cumprimento da NR-13 (Norma Regulamentadora 13 – Caldeiras e Vasos De Pressão).

Também disse que a manutenção está prevista para ocorrer entre os dias 28 de setembro e 11 de outubro, e a Petrobras informa que não receberá gás no referido período.

De acordo com a empresa, sua produção de óleo não deverá ser afetada e a produção de gás não associado do Ativo Potiguar será fechada, de modo a preservar as reservas durante o período.

PetroRecôncavo informa que ativo industrial de Guamaré passará por manutenção planejada

A PetroRecôncavo está listada na bolsa brasileira (B3) sob o ticker RECV3.

Veja o documento:

PetroRecôncavo informa que ativo industrial de Guamaré passará por manutenção planejada

Continue lendo

MAIS ACESSADAS