Conecte-se conosco

Bancos

Poupança: R$ 1 mil aplicados geraram perda de R$ 60 em 12 meses

Rentabilidade deteriorada

Publicado

em

Poupança

A poupança continua perdendo relevância entre as aplicações brasileiras. Embora esteja entre as mais seguras, sua rentabilidade deteriorou muito.

Para se ter ideia, quem aplicou R$ 1 mil acabou perdendo R$ 60 em poder de compra num prazo de 12 meses.

Mas, entenda, não significa que aquele R$ 1 mil baixou, mas diz respeito ao que ele deixou ded render em comparação a outras aplicações.

O levantamento é da consultoria Economatica e a análise indica que a poupança caiu 6%, a maior queda desde outubro de 1991, quase 30 anos atrás, quando o poupador perdeu 9,72% em 12 meses.

Aplicadores que aportaram R$1 mil na poupança, um ano atrás, perderam R$48

Poupança

De acordo com a Economatica, para realizar o cálculo foi descontada a inflação medida pelo IPCA em 12 meses.

Assim, com a queda, o poupador perdeu poder aquisitivo, e vem perdendo desde setembro de 2020.

Também disse que a maior sequência de meses em queda de poder aquisitivo, dentro da amostra, aconteceu entre fevereiro de 2015 e setembro de 2016.

Conforme a consultoria, entre novembro de 2002 e outubro de 2003, houve outra queda de poder aquisitivo de 12 meses seguidos, bem como entre janeiro de 2013 e dezembro do mesmo ano.

A plataforma ainda indica que, até maio, somente o Ibovespa teve valorização acima da inflação medida pelo IPCA (a 2,74%). As demais aplicações listadas, como índice de fundos imobiliários, IMA-B Total e ouro também ficaram em queda —de 4,93%, 4,22% e 3,12%, respectivamente.

Em 12 meses, o Ibovespa teve 33,64% de ganho de poder aquisitivo, enquanto o dólar caiu 10,77%.

Leia também: Rendimento do Nubank de 100% do CDI é a melhor opção do mercado? Veja outras alternativas

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.