Conecte-se conosco

Finanças

RDB pode ser opção para ganhar mais com a renda fixa; saiba mais

O RDB pode ser de financeira e não possui liquidez imediata

Publicado

em

Margem do crédito consignado pode aumentar para 45%, conforme projeto

Com o início do ciclo de alta da taxa básica de juros (Selic), os produtos de renda fixa podem voltar a chamar a atenção de investidores. Parecido com o tradicional CDB (Certificado de Depósito Bancário) dos bancos, o RDB (Recibo de Depósito Bancário) é um título emitido por instituições financeiras, como bancos de investimentos, sociedades de crédito ou de financiamento e cooperativas de crédito.

De acordo com a CNN, enquanto que os CDBs são emitidos apenas por bancos, os RDBs podem ser de financeiras e não possuem liquidez imediata, ou seja, o investidor só pode resgatar o dinheiro investido ao final do prazo da aplicação, segundo especialistas ouvidos pelo CNN Business.

“A principal diferença do RDB é a liquidez, ou melhor dizendo, a falta dela. Esses ativos não poderão ser resgatados e nem negociados no mercado secundário. Por causa disso, as emissões devem vir com um prêmio maior, pois a ausência de liquidez também é um tipo de risco. O investidor deve analisar se a taxa maior compensa a falta de liquidez”, disse Eliseu Hernandez D’oliveira, especialista em renda fixa da BlueTrade.

Sobre os riscos de crédito, os dois produtos são garantidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) em até R$ 250 mil por instituição e por CPF.

Aprenda a alcançar a estabilidade financeira e se aposentar mais cedo

RDB

Para a especialista em renda fixa e professora da BSG DuoPrata, FIA/B3 Betty Grobman, apesar da semelhança, as instituições financeiras optaram por emitir mais CDBs do que RDBs dado a preferência dos brasileiros pela liquidez, que pode ser encontrada em alguns CDBs.

“RDB não é tão comum, pois os bancos preferem o CDB, pois as pessoas preferem esse produto, que tem mais opções de liquidez”, disse. Na plataforma de busca de investimentos Yubb, enquanto os CDBs são oferecidos às centenas, há apenas um RDB disponível atualmente.

Apesar de ser mais difícil de encontrar, o RDB pode valer a pena caso pague mais que o CDB e o investidor possa deixar o montante investido pelo tempo proposto.

“Se o investidor puder ficar um tempo maior investido e ganhar um pouco mais, ao invés de 130% do CDI em um CDB e um 150% do CDI em um RDB, por exemplo, talvez seja interessante o RDB”, afirmou Grobman.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.