Conecte-se conosco

Mundo

Grupo russo lança loja de aplicativos doméstica

Devido as restrições que a Rússia vem sofrendo após a invasão à Ucrânia, um grupo resolveus criar uma loja de aplicativos. Veja!

Publicado

em

Totvs: Preço por ação de follow on é aprovado em R$ 36,75

Quando a Rússia começou a invasão na Ucrânia, diversas restrições começaram a ser implementadas no país para tentar barrar os avanços das tropas de Putin. Nesse sentido, empresas como Apple e Google, da Alphabet, possuidoras das duas maiores lojas de aplicativos do mundo, acabaram limitando o acesso a usuários russos em resposta às ações que o governo russo tomou.

Veja também: Conheça os 3 melhores aplicativos que ajudarão na hora de declarar o IR de ações

Dessa forma, o Kremlin está pressionando pelo rápido desenvolvimento de alternativas digitais domésticas e acelerou uma campanha que já está durando anos para exercer o controle absoluto do “espaço online”, fazendo a limitação do acesso a Instagram e Facebook, ambos da Meta, ao Twitter e à plataforma Google Notícias.

Levando em consideração essa problemática, o ministro de Comunicações e Mídia da Rússia, Maksut Shadaev, disse que é fundamental “criar uma loja de aplicativos russa é uma tarefa essencial, ditada pelas condições do mercado”.

Acrescentando que, possui plena certeza de que a “RuStore será procurada por usuários e desenvolvedores. Ela tem tudo o que precisa para se tornar a maior loja de aplicativos russa“.

Desse modo, para poder ir contra as decisões de restrição, a Rússia está desenvolvendo sua própria loja de aplicativos, com a finalidade de expandi-la em um determinado momento da história recente da humanidade.

Com a criação dessa alternativa, e tese, a população não ficará dependente das empresas que atuam fora do país e, consequentemente, o governo irá conseguir continuar com suas ações, sejam elas boas ou não. Destarte, acredita-se que em breve a RuStore estará disponível para a população russa.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS