Conecte-se conosco

Política

Presidente do Senado espera auxílio emergencial entre os meses de março e maio

Parlamentar também afirmou que a expectativa do Congresso em relação ao auxílio emergencial reflete o desejo da sociedade.

Publicado

em

Rodrigo Pacheco e Paulo Guedes

Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado, espera que o auxílio emergencial seja retomado por, no mínimo, três meses. O parlamentar estava ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes.

A expectativa de Pacheco é de que o benefício seja pago nos meses de março, abril e maio. O senador fez a declaração após almoçar com Guedes, com o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, e com o presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL).

De acordo com Pacheco, a expectativa do Congresso reflete o desejo da sociedade de que o auxílio emergencial seja autorizado.

Jair Bolsonaro, presidente da República, afirmou que a nova rodada do benefício deve durar até três meses, embora detalhes como valor das parcelas ainda não tenham sido revelados.

Você pode gostar
Continue lendo
Publicidade
Comentários